×
09/05/2022 17h30 Há 715 dias
Desafio Brasil x França termina com a vitória dos europeus

    Na noite do último sábado (7) foi especial para o tênis de mesa brasileiro. A Arena Carioca I, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, recebeu alguns dos principais atletas do mundo no Desafio Brasil x França, em que colocou os brasileiros Hugo Calderano, Vitor Ishiy e Eric Jouti de um lado e os franceses Simon Gauzy, Can Akkuzu e Alexis Lebrun de outro. Ao final, os europeus saíram vitoriosos do evento por 3 jogos a 2.

    E engana-se quem pensa que foi um torneio “amistoso”. Todos os atletas deram um show de tênis de mesa e proporcionaram um grande espetáculo a quem estava presente. Uma prova de como o Desafio foi parelho é que três das cinco partidas terminaram em 3 sets a 2.

    Hugo Calderano (número 4 do mundo) foi o responsável pelas duas vitórias brasileiras, enquanto cada um dos três franceses foi responsável por um triunfo no embate que terminou com vitória europeia.

    Craque e ídolo brasileiro, Calderano retornou às mesas brasileiras no evento deste sábado. O quarto melhor atleta do mundo estava desde 2018 sem jogar em seu país natal e enalteceu a oportunidade de voltar a jogar no Brasil. Além disso, ele elogiou o apoio da torcida brasileira.

    “É incrível poder voltar para o Brasil. Há um bom tempo eu não jogava por aqui, com a torcida brasileira que eu tanto amo. Eles fizeram bastante a diferença hoje, me empurraram e me ajudaram bastante. Quando eu entrei na apresentação até senti um arrepio, fico feliz de ver tanta gente me apoiando aqui”, disse o carioca.

    Vitor Ishiy também exaltou participar de um campeonato em solo brasileiro. O atleta disse que se emocionou com isso e lamentou não ter saído com triunfos no Desafio.

    “Eu estou muito feliz. Primeira vez joguei representando o Brasil aqui com a torcida brasileira, foi bem emocionante para mim, fiquei muito feliz. Infelizmente, não consegui sair com a vitória, falou Ishiy.

Outro que também ressaltou a disputa de um evento de alto nível no Brasil foi Eric Jouti. Para o mesa-tenista, foi importante para mostrar que o tênis de mesa brasileiro se encontra em outro nível atualmente.

    “É bem importante mostrar que o tênis de mesa está crescendo, que não é mais um esporte pequeno. Com a ajuda do Calderano, do Vitor, do Gustavo (Tsuboi) e de mim, estamos conseguindo elevar o Brasil a outro nível, então é super importante ter este tipo de evento aqui. Ficamos muito felizes de termos participado”, opinou Jouti.

     Foto: Luis Miguel Ferreira

Autoria: Nelson Ayres e José Augusto Assis (Fato&Ação) Fonte: Confederação Brasileira de Tênis de Mesa