×
05/10/2022 08h57 Há 620 dias
“Amigas da Onça” recebeu homenagem do CECAN pelos 10 anos

    O Grupo Amigas da Onça, instituído em 2012 por pacientes e ex-pacientes do CECAN- Centro do Câncer da Santa Casa de Piracicaba para apoiar mulheres no enfrentamento da doença por meio de versões musicais, completou dez anos e será homenageado durante a abertura do Programa Outubro Rosa, na semana passada, na unidade oncológica.

    A programação inclui também apresentação especial da cantora Julia Simões e bate-papo com o oncologista André Moraes, diretor da Unidade.

    “As onças”, como são conhecidas as integrantes do Grupoem alusão à força que as mantém unidas, surgiram durante as atividades coordenadas pela psicóloga Pedrilha de Goes Baggi junto ao Grupo de Artesanato do CECAN, instituído por ela como ferramenta de união, integração e acolhimento a pacientes com câncer.

    Ela conta que, com o tempo, o grupo elegeu o bom humor e o companheirismo como valores e passaram, então, a cantar e a criar versões musicais com temas relacionados ao câncer e a toda mudança que ele exerce na vida das pessoas, não apenas do paciente, mas também de amigos e familiares afetados pela nova situação estabelecida.

    “Juntas, elas aprenderam a transformar a dor inicial provocada pelo câncer em força, graça, beleza e música, levando mensagens de superação para que outras mulheres também possam encontrar alento, fé e esperança diante do diagnóstico positivo de câncer”, disse Pedrilha.

    Segundo ela, o Grupo passou então, a utilizar alegorias de onça e a se reunir também durante aniversários, chás da tarde, pizzadas e visitas a pacientes. “Levamos amor, força e fé por meio de momentos de descontração e, ao mesmo tempo, de profundas reflexões sobre o câncer e sobre o que realmente importa nesta vida”, disse a psicóloga.

    Hoje, dez anos depois, e com a clara proposta de ampliar o movimento contra o câncer, o Grupo Amigas da Onça reúne 30 mulheres que se apresentam também em escolas, organizações, empresas e instituições, levand omensagens sobre a importância da prevenção, do diagnóstico, do tratamento e cura do câncer.

    “A gente precisa necessariamente falar sobre isso, porque o câncer tem cura a partir do momento que a sociedade também faça a sua parte, que envolve conhecimento e ação preventiva”, ressaltou a psicóloga ao justificar a homenagem a ser concedida ao Grupo. Ela lembra que, em decorrência da atuação das Onças, o Grupo será reconhecida também pela Câmara de Vereadores de Piracicaba, por meio de Moção de Aplausos a ser conferida hoje (05), às 15hs, na sala da presidência do Legislativo.

Autoria: Nilma Moratori Fonte: Santa Casa de Piracicaba