×
03/06/2022 10h00 Há 775 dias
As etapas do sistema de tratamento de esgoto e suas funcionalidades

    Temos o privilégio de viver em um município que já alcançou a universalização da coleta e tratamento de esgoto. Isso significa que todo esgoto coletado em Piracicaba é tratado e devolvido ao corpo hídrico em condições adequadas que, além de preservar, protegem a fauna e a flora locais.

    Todo esgoto doméstico, proveniente da água que utilizamos nas atividades diárias de uma residência, como tomar banho, acionar a descarga, a pia da cozinha, máquinas de lavar roupas, entre outros, deve passar pelas etapas de tratamento de esgoto, antes de retornar à natureza.

    Para que o esgoto seja destinado ao local correto e seja devidamente tratado, é importante que todos os imóveis estejam conectados na rede. Caso o imóvel não esteja conectado, toda água utilizada pelo imóvel pode ir diretamente para o solo, rios e córregos sem o tratamento adequado, passando a ser uma fonte poluidora que prejudica o meio ambiente e a saúde pública.

    Para que isso não aconteça, é necessário que o morador fique atento às conexões de esgoto e de água de chuva do seu imóvel, que precisam estar separadas e o esgoto deve estar conectado à rede coletora do município.

    A conexão à rede coletora de esgoto garante que a água, após ser utilizada nas tarefas diárias do lar, seja encaminhada para uma Estação de Tratamento de Esgoto e receba tratamento adequado. Este tratamento ocorre em diferentes etapas.

    AS ETAPAS - Quando o esgoto chega em uma ETE, passa por diversas etapas para atingir a redução da carga orgânica e demais elementos que o torna prejudicial ao meio ambiente.

1.    Inicialmente, passa pela etapa de gradeamento, onde todos os sólidos, descartados incorretamente no sistema coletor, são retirados. Ou seja, os resíduos como cotonetes, fios de cabelo, papel higiênico, fraldas descartáveis, óleo, entre outros, descartados de maneira incorreta na rede coletora de esgoto, são retirados nesse gradeamento através de peneiras Step Screen.

2.    Esse material sólido retido no gradeamento é removido e direcionado para uma caçamba que recebe cal a fim de inertizar toda essa coleta e, posteriormente, é enviado para um Aterro Sanitário. As peneiras coletam cerca de 500 quilos de detritos por dia.

3.    O processo que ocorre na sequência é o de desarenação, que remove a areia e os resíduos menores. Essa etapa ocorre em um processo de sedimentação no fundo de um tanque, liberando a parte líquida para a próxima etapa.

4.    Já no tanque de aeração prolongada, se dá início o tratamento biológico do esgoto. As bactérias presentes nos tanques, através de reações bioquímicas, consomem a matéria orgânica e excretam o lodo proveniente do processo.

5.    Após permanecer de 16 a 24 horas nos tanques de aeração prolongada, onde recebem oxigênio constante pelos sopradores de ar, o esgoto segue para os decantadores.

6.    Nesses tanques acontecem o processo de decantação, onde o lodo decanta para o fundo do tanque, permanecendo na superfície apenas a água livre de carga orgânica.

7.    Após receber os cuidados para desinfecção, parte desse efluente é utilizado como água de reuso, uma maneira sustentável de preservar o uso de água potável em atividades que não necessitam de potabilidade como, por exemplo, a lavagem das redes coletoras de esgoto, e o excedente é devolvido, em condições adequadas, ao corpo hídrico.

    Todas as etapas do tratamento de esgoto garantem a qualidade do serviço e do meio ambiente, por isso o descarte de lixo na rede coletora de esgoto pode prejudicar todas as etapas, causar entupimentos e extravasamentos. O cuidado de meio ambiente e saúde depende de comprometimento coletivo.

Autoria: Ude Valentini Fonte: Aegea - Assessoria Piracicaba