×
18/09/2022 19h33 Há 667 dias
Esalq: Casa do Estudante Universitário comemora 60 anos

    A Casa do Estudante Universitário "Prof. José Benedicto de Camargo" (CEU), moradia estudantil da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) celebrou 60 anos ontem (17).

    Com sessão solene, exposição e lançamento de livro e descerramento de placa comemorativa, a comunidade acadêmica estará presente lembrando histórias e registrando a importância da CEU na questão da permanência estudantil de tantos estudantes desde 1962.

    A programação teve início às 8h, no Museu Luiz de Queiroz, com abertura de exposição de fotos e lançamento do livro Contos, Recontos e Vivências, do egresso e ex-morador da CEU, Ivan Chaves de Sousa. O autor elaborou entrevistas realizadas com mais de 150 ex-moradores e agora demonstra, numa linguagem fluente e agradável, casos e acontecimentos para relatar a história desses 60 anos. A edição tornou-se possível diante do patrocínio de empresas de também ex-residentes da Casa. “Consegui abranger depoimentos de 155 colegas, desde aqueles que inauguraram a Casa passando por várias épocas, e mais 34 atuais moradores. Com a narrativa desses colegas, consegui contar, de uma maneira informal, a história da CEU, baseada em fatos, vivências e até em lendas sobre as seis décadas de sua existência”, conta Ivan Chaves.

    Na sequência, no Anfiteatro do Pavilhão de Engenharia, foi realizada sessão de homenagens e relatos sobre a importância da CEU. Finalmente, as 11h30, será descerrada placa comemorativa de quinquênio e encerramento das reformas no prédio.

    Histórico – A Casa do Estudante Universitário (CEU) da Esalq leva o nome "Prof. José Benedicto de Camargo" em homenagem ao docente que foi diretor da Esalq entre 1957-60, que veio a falecer após ser atropelado por um veículo em São Paulo. Na ocasião, o professor estava a serviço da Esalq em busca de recursos para a construção da moradia estudantil. Por isso essa justa homenagem à Casa do Estudante, inaugurada em 14 de setembro de 1962. Foi projetada pelo engenheiro Rino Levi, um expoente da arquitetura moderna brasileira. Tem capacidade para abrigar 134 estudantes.

    Entre 2014-2017, passou por uma grande reforma nos três andares. Nesta oportunidade, além da troca de esquadrias, pisos e revitalização das áreas comuns, a Casa ganhou pintura interna e externa novas e um conjunto de equipamentos e sistemas de segurança, como sensores e escadas de incêndio, rampas, elevador, além de quartos e banheiros com acessibilidade. Em 2020, a CEU ganhou um presente na fachada da avenida Pádua Dias, um jardim vertical de 40 metros quadrados que apresenta dois cenários, um diurno e outro noturno. O projeto do jardim vertical totaliza duas áreas: uma com 9 metros de altura por 4 metros de largura e, a segunda, de 3 metros por 4 metros. A obra foi elaborada pela Vertigarden e contou com as colaborações da professora de paisagismo da Esalq, Claudia Fabrino Machado Mattiuz e da Prefeitura do Campus USP Luiz de Queiroz (PUSP-LQ).

    Hoje 110 estudantes residem na CEU e, desde sua inauguração, a Casa já abrigou cerca de 3 mil alunos da Esalq. A seleção das vagas é realizada por meio do PAPFE -Programa de Apoio à Permanência e Formação Estudantil, com base na situação socioeconômica dos candidatos. Na Esalq, a seleção é feita pela Seção de Promoção Social e Apoio Estudantil, da Divisão de Atendimento à Comunidade, ligada à PUSP-LQ.


   Foto: Gerhard Waller

Autoria: Caio Albuquerque Fonte: Esalq - Piracicaba