×
21/09/2022 10h41 Há 613 dias
Esalq: Projeto Hortas Infantis entrega equipamentos

    A Escola Municipal Olivia de Almeida Carvalho Feres está localizada no Jardim Pombeva, Zona Leste de Piracicaba. Atende 312 crianças de até 5 anos e, em 2022, o tema do seu Projeto Pedagógico Anual é “Explorando e Descobrindo Nosso Quintal”.

    Ao lado de outras dez escolas municipais, a Olivia Feres é uma das instituições favorecidas pelo projeto Hortas Infantis, desenvolvido por professores, alunos e funcionários do Campus Luiz de Queiroz, da USP em Piracicaba.

    Na prática, as escolas começaram a receber, na primeira quinzena de setembro, equipamentos para a instalação de hortas a serem utilizadas pela comunidade escolar e seu entorno. O Hortas Infantis nasceu dentro do projeto “Conhecendo e cultivando plantas na primeira infância: Uma aproximação ambiental na educação infantil”.

    “Essa iniciativa nasceu com o objetivo de promover a disseminação de hortas gerenciadas por funcionários e pais de crianças atendidas pelas unidades municipais de educação infantil no município de Piracicaba”, conta o professor Luiz Carlos Estraviz Rodriguez, do departamento de Ciências Florestais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), um dos líderes do projeto.

    Desde o primeiro semestre deste ano, a equipe esteve envolvida na confecção de kits de marcenaria, produção de cantoneiras de concreto e preparo de substrato. Esse material resultou em kits recicláveis, replicáveis e padronizados para montagem de canteiros, pergolados, composteiras, banquinhos e mesas a partir de madeiras reaproveitadas e recicláveis coletadas pelos serviços de limpeza municipais e do campus da USP em Piracicaba.

    Com a finalização desta etapa, o próximo passo é a instalação desses equipamentos em dez instituições de ensino da rede municipal de Piracicaba. Assim a equipe da USP e profissionais da Secretaria Municipal de Educação (SME) de Piracicaba estiveram na tarde da última sexta-feira, 16/9, na Escola Olivia Feres.

    “Essa ação possibilita que nossas crianças tenham contato direto com o meio ambiente e tomem consciências de que nossos alimentos nascem da terra”, celebra a diretora da Olivia Feres, professora e bióloga Cassia Lina Mota Mecenas Souza. “A instalação da horta está alinhada ao nosso projeto anual e, portanto, conseguimos assim melhorar ainda mais a qualidade no atendimento às crianças e às famílias”, complementa a diretora.

    A rede municipal de ensino de Piracicaba conta com 124 escolas e atende 37 mil estudantes. Kelly Monaco Coletti, Assessora de Projetos de Educação Ambiental, do Grupo Multidisciplinar de Educação Ambiental da SME de Piracicaba, revelou seu entusiasmo nessa parceria com a Esalq. “É uma ação que aproxima e favorece a rede municipal, auxilia na formação dos estudantes da Esalq e pode quem sabe estimular outras iniciativas que venham fortalecer a qualidade do ensino em Piracicaba. Temos muitos desafios pedagógicos, mas em iniciativas como esta percebemos que os resultados poderão chegar até as famílias, que quem sabe deverão fazer o uso daquilo que essa horta vier a oferecer logo mais”.

    Para a Assessora Especial de Projetos da SME, Sueli Fonseca Alves, projetos como este melhoram a percepção da presença da Universidade de São Paulo no município. “É um privilégio termos a Esalq na nossa cidade, que em iniciativas como esta beneficia a rede de ensino municipal. Esse projeto certamente deixa as portas abertas para outras possibilidades de parceria na qual todos saímos ganhando”, finaliza.

    Fomento – O projeto Hortas Infantis tem apoio do 7º Edital USP/FUSP/SANTANDER de fomento às Iniciativas de Cultura e Extensão e do Edital (02/2021) de Inclusão Social e Diversidade na USP e em Municípios de seus Campi. É liderado pelos professores Luiz Carlos Estraviz Rodriguez, do departamento de Ciências Florestais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) e pela docente Adriana Pinheiro Martinelli do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena/USP). Para a efetivação das ações, foram constituídas duas equipes de bolsistas, uma para cada chamada. Clique aqui e saiba mais .

 

    Foto: Denise Guimarães

Autoria: Caio Albuquerque Fonte: Esalq - Piracicaba