×
10/07/0202 13h05 Há 665386 dias
Mostra de Cinema de Animação no Sesc

    Oficina
    Bate papo com Celso Sabadin
    Bate-papo com o professor, pesquisador e cineasta Celso Sabadin.
Sabadin irá introduzir a escola de animação surrealista da República Tcheca, a qual nos legou dois grandes expoentes do stop-motion: Jirí Trnka e Jan Svankmajer, que terão seus curtas metragens desconcertantes exibidos em seguida. Após a exibição a conversa continuará para discutir o impacto das animações no público.
    Dia 10, domingo, 16h.
    Teatro. Grátis. 14 anos

    Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

    Exibição
    Curtas de Jirí Trnka e Jan Svankmajer
    O Cinema surrealista de animação tcheco de Jirí Trnka e Jan Svankmajer

    
    A Mão (Ruka), 1965, 18'55"
    Um modesto artista plástico é constantemente assediado por uma mão gigante, alegoria de um Estado totalitário, para forçá-lo a fazer a representação artística dela.


    Comida (Food) 1992, 16'22"
    Curta de animação que combina live-action com stopo motion, dividido em 3 episódios perturbadores: café da manhã, almoço e jantar, que debocha da relação do homem com a comida.


    Darkness/ Light/ Darkness (1989), 7'31"
    Um corpo humano em pedaços vai aos poucos, como um quebra-cabeças, tentando se recompor, criando combinações bizarras.


    Dimensions of Dialogue (1983), 14'
    Com técnicas de stop motion aplicadas em massa de modelar, essa animação surrealista utiliza objetos do cotidiano das pessoas para explorar aspectos da interação entre elas.

    Dia 10, domingo, 17h
    Teatro.     Grátis. 14 anos

    Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

     Exibição

     Curtas de animação


    Auto-fitness I DEU, 2015, 21’ I Direção: Alberto Couceiro, Alejandra Tomei
    Ser ou não ter tempo de ser? O filme é uma poesia labiríntica sobre o automatismo humano. Uma reflexão sobre nossa relação diária com o dinheiro e com o tempo, uma animação tragicômica que brinca com o conceito da constante e penetrante aceleração.

 

    Marcellas I BRA, 2014, 3’ I Direção: Marcella Furtado, Regina Resende Barroso, Silvano José de Faria Júnior e Tomás Gobbo Lopes
    Palitos de fósforo repousam tranquilamente em sua caixinha, quando veem o fim se aproximar ao serem chamados a cumprir seu destino. Na tentativa insistente de um homem em acender uma vela, os palitos vão sendo arrancados de sua casa e passam por momentos de dor e desespero antes do trágico e inevitável fim.


    Um Presente Especial I MOZ, 2019, 6’ I Direção: Nildo Essa
    Lili, Stretch e ZéGordo, também conhecido como Encrenqueiros, decidem surpreender a amiga Rosita decorando sua escola para a ceia de Natal anual do bairro, porém, não esperavam lidar com Stinky que é um garoto ciumento e disposto a estragar a festa. decorações e o evento em conjunto.


    Genius Loci I FRA, 2019, 16’ I Direção: Adrien Merigeau
    Uma noite, Reine, uma jovem solitária, vê no caos urbano um movimento vivo e brilhante, uma espécie de guia.


    Gilson I BRA, 2020, 5’ I Direção Vitória Di Bonesso
    A desigualdade social e concentração de renda são vistos através da trajetória de um entregador de aplicativo de delivery que precisa trabalhar durante a pandemia da Covid-19.


    As meninas do vento I FRA, 2021, 3’ I Direção: Héloïse Ferlay
    Em busca da independência, uma jovem é visitada pelas Filhas do Vento. Elas lhe darão esperança e o impulso para crescer. Um novo dia chega.


    Matinta Perera I BRA, 2006, 13’ I Direção Humberto Avelar
    No interior do Brasil, reza a lenda que quando Matinta Perera passa por um vilarejo, e não encontra oferendas, uma tragédia pode acontecer. Uma menina e seu gato acabam, por acaso, descobrindo os mistérios da bruxa Matinta Perera que se transforma em pássaro e que abre conhecimentos sobre um mundo novo e maravilhoso, o que permite a menina suplantar seus medos.


    Tesouro I FRA, 7’ I Direção: Alexandre Manzanares, Guillaume Cosenza, Philipp Mertens e Silvan Moutte-Roulet
    Dois exploradores em busca de um tesouro esquecido vão atrapalhar o idílio de um polvo e sua amada.


    Barbie preta I GHA, 4’ I Direção: Comfort Arthur
    Quando Comfort recebe uma boneca Barbie Negra de sua mãe, ela começa a questionar suas ideias de beleza e autoestima. Tornando-se adulta, ela começa a clarear a pele para sentir que está se encaixando nas expectativas da sociedade, levando a uma percepção repentina. Narrado pela própria diretora, esta animação curta, mas vibrante, conta uma história pessoal da negritude que destaca a forma como a raça atua em nossa auto-identidade.


    Gaivotas I FRA, 2020, 4’ I Direção: Lara Mattelart
    Um lago, gaivotas, o amor de um avô que dá asas. Uma jovem recorda uma doce memória de infância.

    Dia 12, terça, 20h.

    Teatro. Grátis. 12 anos.

    Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

 

    Exibição
    Curtas de Norman Mclaren
    Obras do maior visionário da história da animação, que desenvolveu inclusive técnicas de stop motion com atores.

    Duração: 49 minutos

 

    Discurso de Abertura (Opening Speech, 1961), 7'

    Neste curta-metragem, Norman McLaren é literalmente pego por seus próprios truques de cinema. Ao tentar dar as boas-vindas ao público, ele se frustra com um microfone animado com vontade própria.

 

    Vizinhos (Neighboors, 1952), 8'

    Neste curta-metragem vencedor do Oscar, Norman McLaren emprega os princípios normalmente usados para colocar desenhos ou marionetes em movimento para animar atores ao vivo. A história é uma parábola sobre duas pessoas que brigam pela posse de uma flor.

 

    Duas Bagatelas (Two Bagatelles, 1952), 2'30"

    Dois curtas-metragens de Norman McLaren em que a técnica de animação é empregada com atores ao vivo. Na primeira, intitulada "No Gramado", um dançarino valsa ao som de música sintética. A segunda é uma marcha rápida, "No Quintal", acompanhada por um calíope à moda antiga.

 

    Conto de Cadeira (Chairy Tale, 1957), 10'

    Neste curta-metragem indicado ao Oscar, uma cadeira se recusa a ser sentada, obrigando um jovem a fazer uma espécie de dança com a cadeira. O acompanhamento musical é de Ravi Shankar e Chatur Lal.

Obs: o título é um trocadilho em inglês para Fairy Tale: "Conto de Fadas" 

 

    Uma Fantasia (A Phantasy, 1952),7'33"

    Em uma paisagem onírica desenhada em pastel, objetos inanimados ganham vida para se divertir em danças graves e rituais lúdicos.

 

    Pas De Deux (Pas De Deux, 1968),13'34"

    Entre em um mundo hipnótico de movimento e luz neste filme fascinante que aproveita o poder do cinema para traçar os movimentos do balé. Os dançarinos Margaret Mercier e Vincent Warren criam um efeito de sonho neste

premiado filme de Norman McLaren, repleto de truques visuais revolucionários para sua época.

 

    Dia 13, quarta, 19h30.
    Comedoria.

    Grátis. Livre.

 

    Exibição

    lha dos cachorros
    (Isle of Dogs) I EUA, 2018, 101' I Dir: Wes Anderson
    Elenco: Bryan Cranston, Liev Schreiber, Edward Norton
    Atari é um garoto japonês de 12 anos de idade. Ele mora na cidade de Megasaki, sob tutela do corrupto prefeito Kobayashi. O político aprova uma nova lei que proíbe os cachorros de morarem no local, fazendo com que todos os animais sejam enviados a uma ilha vizinha repleta de lixo. Mas o pequeno Atari não aceita se separar do cachorro Spots. Ele convoca os amigos, rouba um jato em miniatura em parte em busca de seu fiel amigo. A aventura vai transformar completamente a vida da cidade.
    Urso de Prata de Melhor Diretor no Festival de Berlim em 2018.
    Dia 17, domingo, 17h.
    Teatro. Grátis. 12 anos.
    Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

 

    Exibição
    O tesouro do lago de prata
    (Die Spur führt zum Silbersee)
    GER, 1989, 84' I Dir: Günter Rätz
    Animação que conta a história de como Old Shatterhand , com a ajuda de Winnetou, corre contra bandidos em busca de um tesouro. O filme é baseado no romance The Treasure of Silver Lake, de Karl May. Ganhou o Goldener Spatz 1991, de melhor filme de animação.

    Primeira exibição no Brasil.
    Dia 19, terça, 20h.
    Teatro. Grátis. Livre.
    Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

 

    Exibição
    Curtas da Disney
    Clássicos dos anos 1930/1940 em projeção "Super 8" para homenagear o formato preferido para o cinema doméstico entre os anos 1960 e 1980.
Duração: 50 minutos

    Pedro e o Lobo (Peter and the Wolf) 1946, 15’
    Os estúdios Disney produziram um espetáculo de animação com a música de Sergei Prokofiev, que representa cada personagem com um instrumento musical. Narra a história do intrépido Pedro, uma criança que, com sua inofensiva espingardinha de rolha, sai para caçar o lobo da floresta com seus amiguinhos Ivan, o gato; Sonia, a pata; e Sasha, o passarinho.

 
    Mickey, o Maestro (The Band Concert) 1935, 9'20"
    O maestro Mickey tenta reger "Guilherme Tell", de Rossini, mas é a todo desconcentrado pelo vendedor de sorvetes, que é Donald.


    Mickey Sobre o Gelo (Mickey On Ice) 1935, 8'
    Ao som da "Valsa dos Patinadores" Mickey exibe seu domínio dos patins para os amigos Pateta, Donald, Pluto e, principalmente, Minie.


    Mickey Aprendiz de Feiticeiro (Sorcerer's Apprentice) 1940, 9'
    A peça sinfônica do compositor Paul Dukas tem como seu mais famoso protagonista o aprendiz Mickey, que se aproveita da ausência do bruxo experiente para praticar uma desastrosa magia.


    Terra da Música (Music Land) 1935, 9'

    A princesa-violino, habitante da Ilha da Sinfonia, e o príncipe-saxofone, habitante da Ilha do Jazz, vivem um amor proibido separados pelo oceano, culminando numa fantástica batalha musical entre os dois mundos ao som de Beethoven, Wagner e muito jazz. Felizmente o amor vence!

    Dia 20, quarta, 19h30
    Comedoria.

    Grátis. Livre.

 

    Exibição

    Padrinhos de Tóquio
    JPN, 2003, 93'
    Dir:  Satoshi Kon e Shôgo Furuya
    Vivendo nas ruas de Tóquio como pessoas sem-teto, Hana, uma ex-drag queen, Gin, um antigo ciclista alcoólatra, e Miyuki, uma adolescente fugitiva, encontram um bebê abandonado no lixo em plena véspera de Natal. Após resgatá-lo, o trio resolve tentar encontrar os pais da criança antes da chegada do Ano Novo.
    Dia 24, domingo, 17h.

    Teatro.

    Grátis. 12 anos.
    Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

 

    Exibição
    Isso é tudo, pessoal!
    Uma divertida seleção de verdadeiros tesouros de desenhos da era dourada das produções dos grandes estúdios nos Estados Unidos, entre os anos de 1930 e 1950, homenageando destacados artistas da animação de Hollywood: Ub Iwerks, Rudolf Ising, William Hanna & Joseph Barbera, Chuck Jones e Walter Lantz.
    Duração: 60 minutos


    Alladin e a Lâmpada Maravilhosa (Alladin and the Wonderful Lamp) 1939, 7'53"
    Primeira animação do conto de Alladin, extraído das "Mil e Uma Noites". Ub Iwerks foi um dos mais importantes animadores de desenhos da história do cinema. Foi o principal parceiro de Walt Disney, até o rompimento, em 1930.


    Os Músicos de Bremen (The Bremen Town Musicians) 1935, 8'30"
    Versão livre do conto dos irmãos Grimm, no qual um grupo de animais de fazenda foge e forma um quarteto musical para sobreviver.


    O Pequeno Cesário (Little Cesario) 1941, 7'40"
    Todos os membros de uma família de cães São Bernardo se gabam de terem salvado vidas, exceto o pequeno Cesário, que poderá ter uma grande chance de fazê-lo durante uma tempestade.


    Tom & Jerry: Intruso Esperto (Fine Feathered Friend, 1942), 8'00"
    Jerry percebe que talvez o melhor lugar para se proteger de Tom seja junto aos pintinhos da Galinha que não tem muita simpatia pelo gato.


    Coelho Osvaldo: Passeio no parque (Oswald the Lucky Rabbit: Carnival Capers) 1932, 7'13"

    Osvaldo, o coelho, leva sua namorada para passear num parque, e acaba tendo que lidar com muitas situações perigosas para ambos.


    Pica-Pau: O Doido da Praia (The Beach Nut) 1944, 6'31"
    Pica-Pau vai à praia e passa a importunar Leôncio, o leão marinho, e os demais banhistas. Mas toda paciência tem limite.


    Coiote e Papa Léguas: Rápido e Furioso (Fast and Furry-ous) 1949, 7'07"
    Primeiro episódio de uma série que se tornou um sucesso absoluto dos estúdios Warner sob a direção de Chuck Jones. O faminto Coiote tenta, usando das mais absurdas estratégias, capturar o ágil Papa-Léguas, mas o universo e suas leis físicas parece conspirar para proteger a ave.


    Pernalonga Robin Wood (Bugs Bunny Rabbit Hood) 1949, 7'55"
    O esperto coelho Pernalonga rouba cenouras nas terras do rei, sendo perseguido pelo xerife. Inclui uma surpreendente aparição, ao final, do ator Errol Flynn, devidamente caracterizado como Robin Hood, que ele protagonizou no cinema em 1938.

    Dia 27, quarta, 19h30.
    Comedoria.

    Grátis. Livre.

 

Autoria: Fonte: Sesc Piracicaba