×
23/08/2022 18h52 Há 641 dias
Piracicaba confirma novo caso de Monkeypox

    A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica, confirmou mais um caso de Monkeypox (varíola símia) em Piracicaba. O 8º caso é um homem de 27 anos. Os outros casos são um bebê de um ano de idade do sexo feminino e os demais são do sexo masculino, nas idades de 23, 24, 26, 29, 35 e 38 anos. Dois pacientes já evoluíram para cura, os responsáveis pela criança e os demais pacientes seguem em isolamento domiciliar, sob acompanhamento da Vigilância Epidemiológica.

    Nesta semana, a SMS concluiu a capacitação de 240 profissionais de saúde sobre atendimento de casos suspeitos de Monkeypox (varíola símia). O treinamento foi realizado com profissionais da rede de Atenção Básica – médico clínico geral, enfermeiros, ginecologistas, pediatras e dentistas – e teve entre os assuntos abordados: fluxo de atendimento, avaliação clínica, sintomas da doença, coleta dos exames, notificação, agilidade de diagnóstico, acondicionamento das amostras e sinais de alerta e monitoramento dos casos suspeitos e contactantes.

    A ação foi desenvolvida pelos departamentos de Atenção Básica (DAB) e de Vigilância Epidemiológica e do Cedic (Centro de Doenças Infectocontagiosas) e, a partir de agora estão sendo definidas novas estratégias para atendimento à população suspeita ou em tratamento da Monkeypox na cidade.

    A DOENÇA – Para se prevenir da Monkeypox é necessário tomar alguns cuidados muito importantes, como evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele; evitar beijar, abraçar ou fazer sexo com alguém com a doença; fazer a higienização das mãos com água e sabão e uso de álcool em gel; não compartilhar roupas de cama, toalhas, talheres, copos, objetos pessoais ou brinquedos sexuais; fazer o uso de máscaras, protegendo contra gotículas e saliva, entre casos confirmados e contactantes.

    O período de incubação do Monkeypox é tipicamente de 6 a 16 dias, mas varia de 5 a 21 dias. O principal sintoma é o surgimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo, como mãos, pés, peito, genitais ou ânus; caroço no pescoço, axila e virilhas; febre; dor de cabeça; calafrios; cansaço; e dores musculares

    Foto: Imagem Internet

Autoria: Fonte: Prefeitura de Piracicaba