×
10/08/2022 13h58 Há 676 dias
Territórios férteis: o baque das culturas periféricas

    O grupo piracicabano de maracatu, Baque Caipira, realiza desde o último dia 6, o segundo ciclo do projeto Territórios férteis: o baque das culturas periféricas. As ações se desenvolvem em Piracicaba, no bairro Santa Fé 1, no Barranco Cultural.

    O projeto foi contemplado no Edital Proac n° 31/2021 – Cidadania, Cultura Negra, Urbana e Hip Hop, tem coordenação de Natalia Puke, produção musical de Maicon Araki e produção executiva de Fernanda Ferreira. Sua proposta é o encontro entre o grupo de maracatu Baque Caipira e outras manifestações culturais.

    No primeiro semestre, o projeto foi realizado na região norte, nos bairros Monte Rey II e Boa Esperança, onde o maracatu dialogou com a capoeira, a dança afro e o maculelê. Nesse segundo ciclo, no bairro Santa Fé 1, a relação se dá entre o maracatu e o Hip Hop. As ações contemplam oficinas, apresentações, rodas de conversa, cortejos e estudos em conjunto, com o objetivo de possibilitar trocas de saberes e criações que valorizem a diversidade da cultura popular em diferentes territórios.

    Em agosto, as ações têm continuidade nos dias 13, 20 e 27, com a perspectiva da vivência dos elementos formativos do Maracatu Baque Caipira, como o ritmo, o canto, a dança, a prática percussiva dos instrumentos e a história do maracatu de baque virado.

    As inscrições seguem até o início das atividades, podendo ser feitas por telefone ou no local dos encontros. Podem participar pessoas de todas as idades, que residam ou não na localidade.

    SERVIÇO - As inscrições podem ser feitas pelo telefone (19) 9.9269-6852. As ofcinas são gratuitas, acontecem aos sábados, às 14h, no Barranco Cultural, bairro Santa Fé 1, rua Teófilo Otoni.

Autoria: Fonte: