×
10/03/2022 09h54 Há 766 dias
Base do governo rejeita novo requerimento sobre acervo da Pinacoteca

    A recente transferência de quadros e obras de arte do prédio da Pinacoteca Municipal “Miguel Dutra”, na rua Moraes Barros (Centro) para o Engenho Central, gerou novo requerimento (nº 175/2022), protocolado na Câmara Municipal de Piracicaba na última segunda-feira (7), que foi votado e rejeitado pela base do governo. O documento era assinado por quatro vereadores: Pedro Kawai (PSDB), Rai de Almeida (PT), Sílvia Morales (PV) e Zezinho Pereira (DEM).

 

    Segundo os vereadores, parte do acervo das obras de arte, atualmente, encontra-se em uma sala de ensaio do Teatro Municipal Erotides de Campos, no Engenho Central, enquanto aguarda transferência para o barracão 14 A, também no Engenho, local que deverá sediar a nova Pinacoteca.

No requerimento, os parlamentares perguntam, por exemplo, quando e como se deu a transferência do acervo da Pinacoteca Municipal para o Engenho Central? Essa transferência foi realizada e acompanhada por técnicos capacitados? Houve contratação de seguro para as obras? Qual o valor deste seguro? Por quanto tempo e de que forma se dará o acondicionamento dos quadros e telas no atual local em que se encontram?

    JUSTIÇA

    No dia 21 de dezembro, o jornal Gazeta de Piracicaba trouxe matéria a respeito dessa transferência. Segundo a reportagem: “ Parecer do Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP), assinado pela promotora de Justiça, Susana Lúcia Alvim C. Muller, dá provimento parcial ao recurso do Poder Público municipal relativo à necessidade de mudança de endereço da Pinacoteca. Permite apenas a transferência provisória da Pinacoteca para possibilitar a reforma do prédio atual, no prazo máximo de três anos, mas sem poder dar destinação diferente ao prédio atual, enquanto não houver a volta da Pinacoteca.

    Para o MP, três anos seriam o tempo suficiente para a realização do projeto, alocação de recurso financeiro, realizar licitação e a obra. A promotora alega que, "pelo contido nos autos, principalmente fotografias, nota-se a necessidade de urgentes reformas no prédio, em razão de problemas de conservação, que notoriamente não são apropriados às obras de arte". Cenário que justificaria a transferência da Pinacoteca para outro lugar, para ser adequada.”

    NOVA PINACOTECA

    No último mês de fevereiro, a Prefeitura de Piracicaba apresentou o novo projeto da Pinacoteca, desenvolvido pelo arquiteto Marcelo Guidotti, que mantém a estrutura original do Armazém 14-A e cuida para que as modificações pontuais sugeridas não interfiram na paisagem do local.

 

    Segundo mais informações da Prefeitura, o Engenho Central é o lugar mais importante de Piracicaba em termos históricos e de natureza. Marca a fundação da cidade. Por isso toda intervenção terá que respeitar essas características, não pensando apenas no edifício isolado, mas no conjunto de edifícios.

 

    O prédio 14A era originalmente depósito de açúcar.  A obra terá o investimento de R$1.144.798,92, recursos do Tesouro Municipal. O prazo de execução da obra é de 180 dias a partir da conclusão do processo e da assinatura do contrato.

 

    A nova “Pinacoteca para Todos” contará com sala e mezanino para exposições, elevador panorâmico, acervo de obras de arte com controle térmico e de umidade, arquivo e sala de restauro de obras de arte, oficina de artes, área de exposição externa, espaço café e área administrativa. 

 

 

Mezanio para exposições - projeto Nova Piracicaba para Todos | Reprodução

Autoria: Fonte: