×
17/03/2022 06h40 Há 853 dias
Servidores rejeitam proposta da Prefeitura e mantêm “estado de greve”

Mobilizando mais de 2000 servidores, o Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Piracicaba e Região realizou a segunda assembleia geral da Campanha Salarial de 2022 dos servidores de Piracicaba, na noite da última terça-feira (15), em frente ao Centro Cívico. Mesmo diante da situação do congelamento dos salários dos servidores nos últimos três anos, a contraproposta da administração foi de 10,56% de reajuste inflacionário.

Esta proposta foi rejeitada pelos servidores presentes na assembleia, considerando que a contraproposta não garante a reposição das perdas salariais dos últimos três anos. Em votação, a categoria decidiu manter o estado de greve e a proposta de 25% de reajuste inflacionário e R$ 300,00 de abono.  Conforme rege a lei, a terceira assembleia será realizada em frente à prefeitura novamente, na terça-feira (22) às 19h.

Para acompanhar as negociações no Executivo junto com o Sindicato na Mesa Permanente de Negociação, foi criada uma comissão com servidores das secretarias: saúde, educação e guarda civil e uma representante do Centro Cívico.

Para o vice-presidente do Sindicato Alexandre Pereira, a categoria precisa ser valorizada. “Administração municipal precisa valorizar a categoria e a proposta apresentada nem, se quer, está dentro de um parâmetro de razoabilidade. Ao oferecer essa contraproposta, mostrou que mesmo com recursos financeiros de superávit, não estão querendo negociar com os servidores, tendo em vista que até o momento não sinalizou em estar reunindo com a Mesa Permanente de Negociação”.

O presidente do Sindicato, José Valdir Sgrigneiro, ao encerrar a assembleia, agradeceu a presença dos servidores que lotaram a entrada do Centro Cívico e pediu para que cada servidor faça a sua parte, divulgando em sua unidade de trabalho a necessidade da união da categoria para alcançar a meta. “Peço que tragam na assembleia do dia 22, pelo menos dois ou três funcionários que trabalham com vocês. Nossa força é a adesão de todos”, destacou.

Autoria: Fonte: Sindicato dos Servidores